Barcelona em 3 dias – Roteiro Dia 3

12 jan, 2016 2 Comments

Finalmente chegamos ao nosso terceiro dia de programação em Barcelona. Assim, fechamos a nossa estada na cidade, com um dia ainda cheio de passeios e surpresas e muita comida boa.

barcelona

Vamos lá.

Pela manhã, programamos nossa visita ao parque Guell. Mais um dia repleto da arte modernista de Gaudí.

Para chegar de transporte público, o melhor é pegar o ônibus 24, que passa na Praça Catalunya, e descer na parada Parque Guell. O ticket T10 que usamos no metrô também pode ser utilizado no ônibus!

Quando chegamos, queríamos visitar primeiro a parte gratuita do parque que tem uns jardins bem bacanas e vistas incríveis da cidade. Começaríamos a visita pelo “Calvário”, um monumento de 3 cruzes construído por Gaudí e inspirado pela descoberta de cavernas pré-históricas no parque e que, durante a Guerra Civil, teve suas cruzes destruídas, porém, reconstruídas em 1939. Na verdade, uma delas nem é uma cruz, e sim um seta!

barcelona304

Mas não tivemos muita sorte, naquele dia estava ventando muito, muito mesmo, e não tinha nem 10 minutos que estávamos caminhando pelo parque quando apareceram os guardas do lugar para avisar que aquela área seria fechada por risco de acidente. Os guardas nos contaram que, por causa dos ventos, uma árvore tinha acabado de cair e atingir um turista. Nem perguntamos mais nada e saímos rapidinho dali.

entrada lateral gratuita

entrada lateral gratuita

olha ali a Sagrada Família!

olha ali a Sagrada Família!

a caminho da entrada principal

a caminho da entrada principal

Fomos para a entrada principal, a parte paga do parque, conhecida como “Monumental” e onde estão as obras de Gaudí. Pelo menos essa área estava funcionando.

barcelona306

Confira no site do parque os horários de funcionamento para a época que você visitará e os valores das entradas. No site você também pode antecipar a compra dos ingressos e, além de economizar tempo, tem um pequeno desconto.

Imperdível – As coisas mais legais que vi e pelas quais me apaixonei, porque são realmente incríveis e lindas, foram:

  • as casinhas (que dizem lembrar as dos contos de João e Maria),
  • a salamandra (ou o dragão) e a escadaria,
  • a sala das cem colunas (me diverti nas fotos aqui!),
  • a praça que tem a borda mais incrível que eu já vi (vide foto de abertura do post!),
  • e os viadutos (o meu favorito é o Carob, tortinho!!)

 

–> curiosidadea sala das cem colunas só tem 86 colunas!

barcelona310

Em 1984, a Unesco incluiu o lugar na lista dos Patrimônios da Humanidade.

O parque Guell pode ser passeio para um dia inteiro, mas como boa parte dele esteve fechado quando fomos, continuamos nosso passeio de lá para outro parque bem famoso de Barcelona, o parque da Cidadela (ou Parc de la Ciutadela).

barcelona317

Por muitos anos esse foi o único parque da cidade. O modelo de construção está baseado nos Jardins de Luxemburgo, de Paris. Tem até um Arco do triunfo na entrada (ok, isso foi uma tentativa de afrancesar ainda mais a relação, mas não procede!)

O parque é grande e bem bacana. Ali tem uma atração imperdível para os loucos por Gaudí (como eu estava) – a primeira obra na cidade que contou com a participação dele, a Cascata Monumental. Gaudí realizou o projeto hidráulico e o desenho da gruta artificial embaixo da cascata. As esculturas são de grandes artistas da época.

barcelona318

 

Ali pertinho estava nossa próxima parada, o Museu Picasso – lembra que eu comentei no roteiro do dia 1 que ia ter museu? Olha aqui :mrgreen:

O Museu se encontra em pleno bairro gótico e ocupa cinco palácios do século XIII e XIV. No início, o museu chamou-se “Coleção Sabartés” por ter sido ele, amigo e secretário de Picasso, a doar sua coleção pessoal de obras do artista. Além disso, a Espanha era uma ditadura naquela época (início dos anos 1960) e Picasso estava auto-exilado na França. Picasso realizou uma doação ao museu como forma de homenagear seu amigo que morreu em 1968, e houveram outras doações até a morte do artista em 1973.

Parece que o bairro gótico tem uma vida noturna agitada!

Parece que o bairro gótico tem uma vida noturna agitada!

Museu Picasso

Museu Picasso

eu não entendi a miniporta!

eu não entendi a miniporta!

Se você ama museus ou ainda que você não entenda nada de museus, preciso te contar um segredo – a Patrícia (Turomaquia) é Doutora na coisa e sim, ela presta um serviço sem precedentes para viajantes como eu que não entendem nada de arte, mas que, com uma boa dose de orientação, saem felizes e satisfeitos de visitas como essa. No guia que comprei dela para essa viagem, há uma lista do que você não pode deixar de ver no museu Picasso. Vale muito a pena!

O museu tem uma cafeteria bacanérrima com uma boa variedade de opções que vão desde cafés até pratos do dia. E não cometa a heresia de ir embora sem passar na lojinha, que é ainda mais maravilhosa que a da Sagrada Família.

Se você estiver de mochila vai ter que deixar guardada no locker, que é baratinho e devolve sua moeda no final. Ah, e se você não estiver com o guia da Pati, pode alugar um audioguia (disponível em várias línguas, mas não tem português).

–> Top dica – todo primeiro domingo do mês a entrada no museu é gratuita! Nos demais domingos, a entrada gratuita começa às 15h.

Confira o valor das tarifas e horário de funcionamento quando for visitar diretamente no site. Você também pode agilizar sua visita e já comprar os tickets online.

barcelona331

Saímos do museu e já havia anoitecido. De lá, rumamos mais uma vez para a região do Passeig de Grácia, para fazermos uma aula do Método DeRose. Nós praticamos o Método aqui em Brasília e uma boa vantagem que a escola nos oferece é ter uma rede globalizada onde você pode praticar enquanto está viajando. É uma excelente forma de conhecer pessoas locais, manter-se em dia com o corpinho, e ainda ganhar muitas dicas. Todas as escolas onde tivemos a oportunidade de fazer aulas fora de Brasília sempre nos receberam como velhos amigos e em mais de uma ocasião, depois da aula, saímos todos para comer e passear. Esse dia não tivemos o prazer da companhia dos amigos do Método, mas tivemos uma indicação excelente para uns bons tapas antes de encerrar a noite.

O cardápio

O cardápio

Os sucos

Os sucos

E la contita!!

E la contita!!

Fomos para a taperia Tapas 24, com sua ambientação descolada, cardápio bacana, muitas opções vegetarianas e uma qualidade deliciosa. Aprovadíssima!

E assim encerramos nossa estada em Barcelona. No dia seguinte, pela manhã, partiríamos cedinho de trem para Sevilha. E as dicas e histórias virão nos próximos posts, aguardem.

Leia mais sobre Barcelona:

Barcelona no Inverno

Nosso hotel em Barcelona – Pestana Arena Barcelona

Barcelona em 3 dias – Roteiro Dia 1

Barcelona em 3 dias – Roteiro Dia 2

Siga o Ensaios de Viagem no Instagram: @ensaiosdeviagem

E curta a nossa fanpage no Facebook: facebook.com/ensaiosdeviagem

Camilla Kafino

2 Comments

  1. Responder

    Isabela

    28 jun, 2016

    Sempre ouvi falar muito bem de Barcelona e, particularmente, tenho o sonho de poder ir visitá-la um dia. Adorei as dicas e fotos, magníficas.

    Muito obrigada

    Responder

    junho 30th, 2016
    Camilla

    Olá Isabela,
    Obrigada você 😉
    Quando você for a Barcelona, tenho certeza que vai se apaixonar, é uma cidade linda com muita coisa bacana para se fazer.
    Um abraço,
    Camilla

    Responder

LEAVE A COMMENT

RELATED POSTS