Copa do Mundo em Brasília – uma festa sem precedentes!

1 jul, 2014 0 Comments

Confesso que durante a organização dos preparativos para nossa Copa fiquei descrente de muita coisa. Talvez por estar nos bastidores do evento e tão perto de tudo que acontecia. Talvez porque me deixei levar pela onda pessimista da turma do ‘nada presta porque é no Brasil’. Fato é que teve a Copa e desde o primeiro dia tudo o que queria era participar desta festa de alguma forma.

DSC_1878

Depois de milhares de tentativas para conseguir um ingresso, já estava até conformada em ter participado da organização e que isso também era importante.

Mas chegou o dia – eu iria ao estádio! O jogo era França x Nigéria pelas oitavas de final. Meu coração pulou de entusiasmo.
DSC_1888A ansiedade tomou conta de mim no dia anterior, uma expectativa enorme. Isso porque tenho passeado pela cidade e visto a empolgação das pessoas, a enorme quantidade de turistas, especialmente estrangeiros, todos felizes e aproveitando Brasília, se divertindo com as bicicletas, subindo no mirante da torre de TV, fotografando nossa catedral, o congresso, e quase perdendo o queixo com o pôr-do-sol da cidade. Sério, só essa experiência já teria valido a pena a Copa ser aqui. Mas eu sabia que ainda faltava a emoção de uma partida.
IMG_6269A ida para o estádio está muito tranquila, existem diversas formas para se chegar ao Mané Garrincha, você pode escolher.

O Nós no Mundo fez um compilado bem bacana do transporte na cidade. Fui de carro e estacionei em uma quadra próxima. Dali segui a pé, junto com uma horda animada de torcedores que no caminho já mostravam ao que vieram – se divertir.
IMG_6275DSC_1857 DSC_1864 DSC_1868Minutos antes de entrar no estádio, um arrepio para comprovar minhas expectativas – um grito animado vinha de dentro do estádio, eram as seleções entrando para reconhecimento de campo. Que vibe, que delícia!

Nossos lugares foram excelentes, mas pelo que sei, de qualquer lugar é possível assistir tranquilamente o jogo. Antes de sentar, fomos conferir a lanchonete. As filas estavam muito rápidas. No início do jogo ainda existem todas as opções do cardápio, mas no intervalo e depois dele acabam sobrando apenas bebidas. Um detalhe legal – os copos de algumas bebidas (refrigerantes, água e Brahma) são personalizados com a data e a partida. Adorei e trouxe pra casa de souvenir.
IMG_6313DSC_1871E o que dizer quando a partida começou? Foi um jogasso! Apesar da maioria do estádio torcer pelo time da Nigéria, a França também contou com um pessoal super animado.
DSC_1879 DSC_1891Eu gritei pelos bleus e o marido apoiou a Nigéria :mrgreen: coisas da Copa.

Um gol da Nigéria e o estádio enlouqueceu! Anulado por um impedimento. Mais um momento de euforia da galera.

Ola. Ola. Ola. Como é lindo ver isso ao vivo. Como é emocionante a expectativa de levantar da cadeira e os braços na sua vez. Sou boba, eu sei.

Segundo tempo e era hora de fazer xixi – taí uma coisa que me preocupava. Não fui exatamente quando deu o intervalo. esperei quase chegar a hora de começar o segundo tempo. E não sei se foi minha estratégia, mas digo que funcionou. Os banheiros, além de vazios, tinham papel e estavam limpos! Nota 10.

Aproveitei essa saída da arquibancada para comprar mais umas bebidinhas e dar um pulinho na lojinha oficial. Finalmente comprei meu Fuleco <3
DSC_1911Na fila do bar, de repente vem um grito eufórico das arquibancadas e eu quase chorei – pensei tivesse havido um gol e eu tinha perdido. Segundos de desespero e o pessoal disse que foi só quase gol!

Voltei para o lugar a tempo de cantar mais algumas vezes “Allez les Bleus” e de repente o primeiro gol!!! WOW. Eu vi, eu tava ali e presenciei o momento. Não sei descrever o que senti, mas enchi os pulmões e acho que gritei “Allez les Bleus” até sair o segundo gol. Fim de jogo.
DSC_1898 DSC_1901 DSC_1902A saída era um momento que me preocupava, mas fiquei boba com a facilidade para chegar do lado de fora da arena. Como comentou Ricardo Freire, foi tudo muito fluido.

Do lado de fora, mais diversão. Aproveitei o momento para tirar fotos dos torcedores caracterizados, para encontrar amigos e para internalizar aquela alegria.
IMG_6307DSC_1906IMG_6306IMG_6309 IMG_6311
No caminho para casa, a sensação de dever cumprido. Participei da Copa do Mundo, vivi toda a emoção desse evento enorme que faz, sim, a gente parar de quatro em quatro anos para torcer, seja ele onde for.

Ainda tá tentando conseguir ingresso? é possível. Veja as dicas do 360 Meridianos que podem te ajudar.

E para curtir ainda mais Brasília, um compilado da RBBV com dicas dos blogueiros da cidade: Guia de viagem para Brasília.

Camilla Kafino

LEAVE A COMMENT

RELATED POSTS