Do Atacama ao Salar de Uyuni – as dicas de Izabel e Pedro

23 jan, 2016 4 Comments

Hoje as dicas de viagem são dos amigos viajantes Izabel e Pedro. Eles viajaram no início do ano passado para o Atacama e de lá foram até o Salar de Uyuni e nos contam em detalhes o planejamento dessa viagem!


“No início de 2015, fizemos uma viagem para o Atacama, norte do Chile, até o Salar de Uyuni na Bolívia e foi inesquecível! Uma aventura, com alguns perrengues, mas que compensa pelas paisagens e passeios lindos que conhecemos nesta viagem de 4 dias e 3 noites.

salar-do-uyuni-2

Laguna Cañapa

Pesquisamos no Brasil e conseguimos algumas indicações da agência de turismo chamada Cordillera Traveller, na época uma das melhores colocadas no trip advisor. O dono é um boliviano chamado Flávio, que respondeu por e-mail, após solicitação pelo site da empresa, as informações do passeio e do pagamento. Para garantir a reserva, pagamos a metade valor do tour via um site chamado webpay, por meio de cartão de credito. A outra metade pagamos na agência deles em San Pedro do Atacama, no Chile. Aliás, o tour custou U$ 220,00 por pessoa para as 3 noites e 4 dias.

Com relação à reserva e ao pagamento, foi tudo tranquilo, levamos dinheiro para pagamento em dólar. Mas nossos amigos receberam a informação de que poderiam pagar o restante do tour no cartão de crédito lá no Atacama e isso não era possível. Portanto, indico que levem em dinheiro.

Recebemos todas as informações sobre os locais onde dormiríamos, as paradas durante o passeio, a alimentação, etc. Ao fazer a pesquisa, sabia que a estrutura da Bolívia era precária e que este tour não tinha luxo, por isso não me surpreendi. Mas aviso aos navegantes: este passeio é muito simples, com hospedagens básicas (inclusive, em uma deles é um hostel com quarto para 6 pessoas), alguns lugares com banho somente de água fria e alimentação restrita (eu e Pedro comemos de tudo, mas quem tem algum tipo de restrição alimentar talvez sinta mais dificuldade).

A comida era simples, mas gostosa. Nossos amigos brasileiros que comiam apenas peixe como proteína, basicamente, comeram ovos em quase todos os almoços e jantares, pois não havia opção desse tipo de carne no passeio (normalmente tinha pelo menos uma opção de verdura e/ou carboidrato nas refeições também).

salar-do-uyuni-4

Árvore de Pedra

Sobre a estrutura da viagem, realmente a pior questão é a situação precária dos carros bolivianos. Não apenas na agência que contratamos, mas nas outras agências que observamos durante passeio, os carros são muito velhos e pecam demais na manutenção. O carro em que fomos, por exemplo, no início da viagem deu um problema sério para ligar e o motorista teve que fazer ligação direta do início ao fim do tour, além de não conseguir acelerar muito o carro. No início ficamos preocupados, mas depois acostumamos com a situação (e aqui o fato de estarmos com um casal de amigos brasileiros deixou a viagem mais leve) e curtimos a viagem.

Importante frisar que, na pesquisa, vimos um tipo de tour mais luxuoso, mas era com carro privativo (somente pra mim e para o Pedro) e vi relatos de perrengues na estrada em que o casal ficou sozinho no meio do nada enquanto o motorista buscava socorro. A vantagem da empresa que contratamos é que os carros do tour seguiam todos juntos e, qualquer problema em algum carro, os outros paravam para ajudar. Isso aconteceu algumas vezes, mas como estávamos em grupo ficamos bem mais tranquilos.

salar-do-uyuni-7

Vicunhas (vistas no meio da estrada, durante o tour)

A viagem começa com o caminho de San Pedro do Atacama até a imigração da Bolívia, onde tomamos café da manhã e em que a agência distribui todos os passageiros em vans, que tem capacidade de 6 passageiros por carro.

Basicamente havia 4 grupos grandes na nossa viagem: 1 de ingleses, 1 de franceses, 1 de australianos e 1 grupo de brasileiros (eu, Pedro e mais um casal que conhecemos e e de quem ficamos muito amigos no Atacama e, que por coincidência, faria este mesmo tour). O roteiro incluiu diversas paradas.

No primeiro dia, adoramos a Laguna Verde, uma das primeiras paradas, e a Laguna Colorada. Nesta noite, dormimos em um albergue com quarto coletivo e experimentamos pela primeira vez a comida oferecida pela agência, preparada no albergue.

salar-do-uyuni-6

Laguna Colorada e centenas de flamingos

No segundo dia, exploramos ainda mais a região desértica da Bolívia, com lagoas e visual exuberante.

O mais bacana desse dia foi a experiência de dormir em um hotel de sal, que foi o mais confortável do tour, com quarto duplo e banheiro com água quente. A refeição a noite também foi deliciosa e neste dia fizemos ainda mais amizade com o pessoal do nosso grupo, especialmente com um grupo de franceses muito gente boa.

salar-do-uyuni-3

Passageiros do nosso jeep e o seu condutor

O terceiro dia é principal do passeio, pois é quando chegamos ao Salar de Uyuni. Aliás, que lugar maravilhoso, que nos faz pensar como a natureza pode ser tão perfeita.

Tiramos muitas fotos, aproveitamos todo o nosso tempo neste incrível deserto de sal, depois fomos até o povoado, almoçamos e compramos uns souvenires. Descansamos num albergue e, no dia seguinte, cedo, seguimos novamente (e direto, sem paradas) para San Pedro do Atacama.

salar-de-uyuni-10

Salar de Uyuni

salar-do-uyuni-9

Salar de Uyuni

San Pedro, no Atacama, é uma cidade incrível, com uma mega estrutura turística e hotéis excelentes. Este deserto no Chile oferece uma gama de opções de hospedagem, inclusive luxuosas, e tem uma estrutura turística de fazer inveja ao turismo brasileiro de aventuras.

No Chile, voltamos a nossa zona de conforto e curtimos bastante este deserto diferente e também belíssimo, com passeios e culinária inesquecíveis.

salar-do-uyuni-11

Isla del Pescado – uma ilha com centenas de cactos no meio do Salar de Uyuni

salar-do-uyuni-1

Cemitério de trens, cidade de Uyuni

salar-do-uyuni-8

Salar de Uyuni, próximo ao hotel de sal

Recomendamos a vigem para Bolívia, saindo de San Pedro do Atacama, para quem tem um espírito aventureiro!

A viagem tem seus perrengues, e só vale para quem tem estômago pra esse tipo de passeio, mas vale muito a pena. Quem não gosta de se aventurar tanto, vá tranquilo para o Atacama. Unir a beleza do Atacama com o tour da Bolívia até o Salar de Uyuni é uma combinação perfeita de visuais e paisagens dos desertos desses dois locais.”

Texto e fotos por Izabel Mendonça e Pedro Dolabela.

Siga o Ensaios de Viagem no Instagram: @ensaiosdeviagem

E curta a nossa fanpage no Facebook: facebook.com/ensaiosdeviagem

Camilla Kafino

4 Comments

  1. Responder

    Amanda Saviano

    20 jan, 2017

    Uma das viagens mais incríveis da vida! Adorei o relato!

    Responder

    janeiro 22nd, 2017
    Camilla

    Obrigada, Amanda!

    Responder

  2. Responder

    Cristina

    29 abr, 2016

    Adorei! Quem sabe um dia faça este roteiro também. Adoro turismo de aventura. 🙂

    Responder

    maio 2nd, 2016
    Camilla

    Oi Cris!
    Eu também adoro, o meu estilo favorito =)

    um beijo,
    Camilla

    Responder

LEAVE A COMMENT

RELATED POSTS