Belga Hotel – Centro, Rio de Janeiro

15 fev, 2017 8 Comments

O centro da cidade é aquele lugar feio, apinhado de gente e correria da semana que mais parece um deserto no fim de semana, certo? Acho que não. Volte algumas casas nesse conceito e olha aqui algumas novidades que vão fazer você repensar seu roteiro para o Rio de Janeiro.

Olha aí o novo centro do Rio!

Eu sempre achei o centro do Rio lindo. Parece estranho falar isso, mas eu sou brasiliense e aqui não existe absolutamente nada parecido com o que é o centro do Rio. Quando eu trabalhava lá, todos os dias eram empolgantes para mim por ver as pessoas e a beleza dos prédios, mesmo que escondida na sujeira e descaso. E uma das coisas boas que vieram com as Olimpíadas para a cidade foi a revitalização do centro.

Com a abertura da praça Mauá e o projeto Porto Maravilha, o centro do Rio de Janeiro ganhou ares de modernidade. Agora existe o acesso pelo VLT desde o aeroporto Santos Dumont. E a cultura foi botando as asinhas de fora com o Museu do Amanhã e o MAR – Museu de Arte do Rio, e se consolidando com os vários walking tours que ganharam força por ali e contam diversas das histórias da cidade.

Agora a melhor parte – para suprir essa nova demanda turística, vários novos hotéis estão se instalando na área.

Esses dias voltei ao Rio para um fim de semana diferente.

A convite da MMA COMM e do Belga Hotel, fui conhecer um pedacinho da Bélgica que resolveu aportar ali na esquina Rua dos Andradas com a Av. Marechal Floriano.

Em fase de pré-inauguração, o Belga Hotel abriu suas portas para a imprensa para apresentar seu aconchegante conceito que une  beleza antiga com a praticidade da vida moderna. E eles conjugaram com maestria esses dois quesitos – no coração do Centro do Rio, o hotel restaurou um edifício art decó de 1927 e ali dentro colocou toda a tecnologia disponível para trazer conforto e design a seus hóspedes.

Ao chegar no hotel, a felicidade já me arrebatou ao ver a fachada revitalizada com seus afrescos agora aparentes. Como eu gosto daquele lugar, quantas boas lembranças me vem à memória. E a satisfação de ver esse pedaço da cidade, antes tão abandonado, agora ganhando vida, já fez valer a pena a experiência – desculpem a empolgação, mas é que é muita emoção pra mim!

Entrar no hotel é como atravessar um portal, saímos da muvuca da cidade para um ambiente tranquilo e com ares de modernidade. O tratamento acústico das áreas comuns proporciona conforto para os ouvidos e conversas.

No corredor da recepção você avista de cara uma das estrelas do edifício – o elevador pantográfico que foi mantido original (teve apenas a parte do maquinário toda modernizada). É uma viagem gostosa no tempo e através do tempo, subir naquele elevador de época e cruzar os lounges modernos dos andares até chegar ao seu andar.

——————–> Confere aqui nosso filminho do elevador! <——————–

Com ambientação bastante intimista, o hotel conta com apenas 25 quartos, divididos em três categorias de hospedagem – Standard, Superior e Executivo, diferenciados basicamente pelo tamanho.

Todas as habitações partilham do mesmo tipo de enxoval, facilidades de mobiliário, frigobar e tecnologia no quarto.

Suíte Executiva do Belga Hotel

Nós experimentamos a suíte Executiva, no quinto andar. O quarto apresenta design bastante funcional, essencial para aproveitar de forma inteligente o espaço.

A iluminação é incrível, com direito a janelas enormes que permitem regular a entrada de luz. O conforto acústico do quarto foi mais do que aprovado (afinal, estamos no centro da cidade e lá fora é muito barulhento!) e o conforto térmico também – Rio, 40 graus, no verão, não é moleza.

A cama é padrão casal, porém daquele tipo com uma divisória no meio do colchão, o que acaba sendo um pouco desconfortável – nada que um pillowtop fofinho não resolva!

Meu personal testador de camas não teve nada a reclamar :mrgreen:

Theo, personal testador de camas das viagens do Ensaios 😀

Lençóis, travesseiros e toalhas são macios e cheirosos e dão o toque de conforto necessário.

O quarto conta com uma marcenaria de pinus elegante e moderna, mas principalmente prática. Há baús embaixo e nos pés da cama para guardar as malas e que faz as vezes de banco. Ali é onde a gente encontra o cofre do quarto, que foi estrategicamente posicionado na vertical para se adequar ao espaço. Para a organização das roupas, há cabides logo acima da bancada do frigobar.

O lavatório fica na parte externa do banheiro e conta com uma pequena bancada e espelho.

O banheiro inova em diversos aspectos. Primeiro sua instalação não pesa visualmente no ambiente por ter as divisórias de vidro jateado (blindex). Internamente há mais uma divisão entre o box e o sanitário. A ducha tem uma boa pressão, porém os controles de quente e frio não responderam prontamente e ficaram alternando durante o banho.

Uma coisa que me incomodou foram os registros do chuveiro não ficarem na parte interna do box – é preciso abrir o box para abrir e fechar o chuveiro e quem paga a conta é rolo de papel higiênico que fica logo embaixo e termina encharcado!

Agora a grande atração do banho – sim, existe uma atração no banho!!! – é a iluminação no teto proporcionando um banho de cromoterapia. As diversas cores e modos de exibição (você pode escolher entre permanecer em uma cor ou ficar com um jogo de luzes) são controladas em um controle remoto. Diversão garantida.

As amenities complementam a boa experiência do banho e são da Terra Brasilis.

A outra grande estrela do quarto é a Smart HDTV que permite conectividade completa ao possibilitar o emparelhamento de seu celular, tablet ou notebook para a tela da TV. Isso tudo garantido pela conexão wifi gratuita do hotel.

Brasserie do Belga Hotel

A experiência no Belga Hotel se completa com a gastronomia belga assinada, mas sem ares de ostentação. Aqui brasserie é um conceito levado a sério e que dispõe de um cardápio prático e incrivelmente saboroso, acompanhado com o que há de mais importante na culinária belga – cerveja, batata frita e chocolate!

Cerveja (Foto de Salvador Scofano)

batata frita

chocolate!

Durante nossa hospedagem, tivemos a chance de experimentar diversos pratos belgas com gingado brasileiro,  curtir uma noite de Bapas e ainda participar de um Masterchef comandado pelo chef Alexandre Binard, que é o belga por trás da cozinha do hotel. Preciso pontuar a atenção mais do que especial que me foi dada com opções vegetarianas deliciosas que deixaram os colegas salivando pelos pratos que chegavam pra mim 🙂

Não sabe o que é Bapas? É o conceito belga de Belgian Beer Tapas 😉

Semana e fim de semana no Belga Hotel

Além de atender ao público executivo da semana, o hotel abre a possibilidade de ficar hospedado no burburinho da mais nova área cultural do Rio de Janeiro também nos fins de semana.

A distância de uma pequena caminhada estão os principais atrativos do corredor cultural e histórico do centro do Rio e o acesso ao VLT. Coisa de primeiro mundo – dá pra se sentir na Bélgica estando no Brasil.

Recomendo muito a experiência e a hospedagem.

#EnsaiosIndica

Belga Hotel e Restaurante
Rua dos Andradas, 129, esquina com Av. Marechal Floriano
Centro
Rio de Janeiro – RJ – Brasil
+55 21 2263 9086
belgahotel.com.br

 

Camilla Kafino

8 Comments

  1. Responder

    Ana Raquel

    23 fev, 2017

    Nossa que bacana! Adorei a dica. As fotos me deixaram com vontade de conhecer. Obrigada pela dica!

    Responder

  2. Responder

    Klécia

    20 fev, 2017

    A região do centro do Rio tá ficando tão linda que merece mesmo hoteis à altura! Esse parece bem adequado, confortavel e arrumadinho. Fica a dica anotada de uma ótima opção na cidade maravilhosa.

    Responder

  3. Responder

    Giulia Sampogna

    20 fev, 2017

    Realmente o hotel é lindíssimo. Vou considerar ele na próxima vez que for para o Brasil. E o Theo na cama, coisa mais linda e fofa desse mundo. Ótimo post.

    Responder

  4. Responder

    Juliana (Blog Turistando.in)

    20 fev, 2017

    Parece ser muito bom! Adorei o menu!
    😉
    Sou super fã do centro de qualquer cidade e, além de morar em um, quando viajo tento me hospedar nessa região!

    Responder

  5. Responder

    Paula

    19 fev, 2017

    Hotel super legal, claro que a parte que mais gostei foi a brasserie com as comidinhas e tapas de cerveja, excelente dica!

    Responder

  6. Responder

    Tina Wells

    19 fev, 2017

    Quando vou ao Rio, fico na casa da minha irmã, mas adorei o post e principalmente o “testador de camas” – muito lindo e eficiente! Parabéns pelos dois!

    Responder

  7. Responder

    Pedro Henriques

    19 fev, 2017

    O Belga hotel parece cumprir todos os requisitos para um bom alojamento! Adorei ver as fotos e os serviços do hotel, parabéns!

    Responder

  8. Responder

    Lidiane Albuquerque

    19 fev, 2017

    Legal ver o centro do Rio revitalizado e sendo uma alternativa de hospedagem fora da zona sul e perto dos pontos históricos ! 😉

    Responder

LEAVE A COMMENT

RELATED POSTS