batur5

HIKING EM UM VULCÃO ATIVO – Esse foi um dos momentos mais empolgantes da minha vida e não apenas da viagem. Vulcões são minha paixão, só isso já tornaria essa aventura memorável. Mas subi-lo de madrugada e alcançar o topo da cratera do Mt. Batur a tempo do nascer do sol foi o que tornou tudo isso tão especial. A subida tem uma dificuldade de leve a mediana em determinados pontos.

batur1

batur2

O pessoal da agência te busca no hotel por volta das 2h30 da madrugada e chega-se no local por volta das 3h quando a caminhada começa. Alcançamos o topo por volta das 6h e os primeiros raios de sol já despontavam entre as nuvens.

batur3

Jpeg

A partir desse momento, tudo em volta virou espetáculo! Cada minuto que o sol subia, a luz mudava e ficava majestosa. Entendi o sentido da “golden hour“ dos fotógrafos. E com o sol alcançando o horizonte era possível vislumbrar o lago Batur e a impressionante cratera que nos rodeava. Simplesmente lindo e inesquecível.

batur7
batur8
Jpeg

Enquanto estávamos perdidos em tanta beleza, nosso guia preparava o café da manhã, cozinhando ovos e bananas no próprio calor do vulcão em um buraco escavado na encosta. Na hora de ir embora, o guia sugeriu que fizéssemos outro caminho ao invés de descer por onde viemos, assim daríamos a volta na cratera e ainda veríamos as outras 3 crateras menores e mais recentes (a última erupção foi em 2000).

batur10
batur11

Uma aventura que vamos guardar em nossa memória para sempre.

 

 

Leia mais sobre Bali no Ensaios:

 

 

Siga o Ensaios de Viagem no Instagram: @ensaiosdeviagem

E curta a nossa fanpage no Facebook: facebook.com/ensaiosdeviagem

Camilla Kafino

LEAVE A COMMENT

RELATED POSTS